PASTELARIA ERENITO:

Empreendimento familiar produz mais de 100 mil unidades por mês

Aos 16 anos, Erenito Alves dos Santos saiu de Ponto Novo (BA) com destino a São Paulo (SP) para morar com os tios e logo arrumou um emprego que, ele ainda não sabia, mas selaria seu destino de empreendedor: vender pastel em uma barraquinha na estação Brás para ganhar um salário mínimo.
O garoto esforçado, simpático e bom de papo chamou a atenção do dono da barraca que o convidou para gerenciar uma pastelaria e ganhar 30% de comissão. Ele aceitou. Trabalhava e estudava – fez até a 8ª série, e foi na escola que ele conheceu Salete, com quem casou, teve dois filhos, e continua sendo sua companheira de vida e braço direito no empreendimento.

Mas Erenito, inquieto, não queria trabalhar para os outros. E o que ele sabia fazer? Pastel. Mas para fazer o salgado, precisava comprar um cilindro (que mistura a massa). Juntou dinheiro e comprou. Qual o próximo passo? Montar um ponto para vender o pastel. Ele então pensou em uma barraca na feira que não precisava de muitos investimentos. Onde encontrar dinheiro para essa aquisição? Com a venda de uma linha telefônica que Erenito tinha comprado uma em dos planos de expansão da antiga Telesp (no final dos anos 80/inicio de 90, linha telefônica era um investimento, um bem que precisava ser declarado no Imposto de Renda).

E assim, em 16 de novembro de 1993, já casado e com um filho de 4 anos (Everton) , Erenito abriu a empresa visando obter a matrícula para trabalhar na feira. E logo depois conseguiu a barraca que tanto queria. Segundo ele, que não tem tanto estudo, mas tem muita sabedoria, “tem que ter querer” para alcançar os objetivos, por mais difíceis e distantes que possam parecer. Menos de três anos depois, nasceu o segundo filho, Erenito Jr. A essa altura, já com alguns funcionários, montava até três barracas de feira por dia.

Hoje, a Erenito emprega cerca de 80 pessoas
na fábrica, barracas de feiras e Bares de Pastel.

Fábrica

Em 2010, Seu Erenito pensou em ampliar as instalações e montar uma fábrica para aumentar a produção e vender os pastéis também para terceiros (lanchonetes e mercados). O preço de de cada unidade varia de R$2,50 a R$6,00.

Atualmente com 250m2 de área construída, a fábrica, que fica no bairro do Itaim Paulista, zona leste da capital paulista, e conta com 12 funcionários, produz cerca de 100 mil pastéis por mês – o recorde mensal foi em dezembro/2017 quando chegou a 120 mil unidades. A média de produção é de 3 a 4 mil por dia (2ª a 6) e 6 mil aos sábados.

A fábrica abastece as barracas de feiras; mercados e lanchonetes; festivais gastronômicos e outros eventos; além dos Bares de Pastel, recém-criados pelos irmãos Everton e Erenito Jr. E como as instalações já estão ficando pequenas, Sr. Erenito já adquiriu um terreno para construir a nova fábrica.

O comando da fábrica fica com Sr. Erenito, Everton e Júnior, enquanto as receitas são criadas e testadas por Júnior com o auxílio da mãe, D. Salete. A cada três meses, aproximadamente, tem novidade no cardápio da Erenito.

Em 2012, no concurso para eleger o melhor pastel, a Erenito conquistou o título de melhor pastel da zona leste entre 735 inscritos, e ficou entre os 10 melhores de São Paulo, o que deu a eles o direito de participar da Virada Cultural daquele ano.

A Erenito tem quatro matrículas – cada uma dá o direito de fazer uma feira por dia de 3ª a domingo. São 21 barracas na região da zona leste II (de 3ª a domingo), uma na Praça da República (sábado e domingo), e uma no Trianon – Av. Paulista (domingo) que vendem cerca de 13 mil pastéis de 21 sabores por semana.

Cada matrícula conta com uma média de cinco funcionários, e as barracas, seguem regras em relação a layout, preços, uniformes, apresentação dos produtos e identidade visual, afinal o cliente tem que saber que está consumindo um produto com a qualidade Erenito.

Eventos

A Erenito participa de diversos Festivais Gastronômicos da ArtShine, Virada Cultural e Festa da Nações (Arujá/SP), com o objetivo de divulgar a marca, já que a presença de público nesses eventos é muito grande. Comprovando essa tese, a pastelaria chegou a vender 11 mil unidades em apenas três dias, na primeira edição do Festival do Pastel, que aconteceu em janeiro/2015, no Memorial da América Latina.

Às vezes, eles são instigados pelos organizadores a criar sabores específicos para os eventos. Foi o caso do pastel com massa de chocolate, recheado com creme de avelã e morangos lançado no Festival do Pastel que aconteceu em 2016, na Praça Charles Miller – aliás, esse pastel não saiu mais do cardápio da empresa.

bar03
bar05
bar02

Bar de Pastel

Criado por Everton e Erenito Jr. para mudar o conceito de “pastelaria tradicional”, aquela em que a pessoa entra, come um pastel rapidamente e vai embora. A ideia do Bar de Pastel Erenito é a de um lugar de lazer, onde as pessoas vão passar o tempo e não somente comer um pastel: um local para ir com a família, amigos, pessoal de trabalho ou até mesmo sozinho. Ideal para quem curte um clima de degustação enquanto aprecia deliciosos pastéis.

Com toques contemporâneos e sustentáveis, os ambientes são compostos por uma tenda que cobre parte do espaço abrigando mesas e cadeiras, e mesas com ombrelones em uma charmosa área externa, com uma espécie de cerca de madeira, que lembra um deck. Os Bares já não utilizam copos descartáveis – agora são todos de vidro – e estudam opções para substituir os canudos de plástico.

Os pastéis (tamanhos tradicional e mini) respondem por cerca de 90% do consumo de alimentos dos Bares de Pastel, onde também são servidas porções mistas de salgados (bolinho de queijo e coxinha), batata frita, além de água, sucos, refrigerantes, água de coco e cerveja.

Os irmãos dividiram as responsabilidades nos Bares: enquanto Everton cuida da administração, Erenito Jr. cuida da produção. Cada unidade conta com oito funcionários no período da manhã e oito à noite que garantem o ótimo atendimento aos clientes.

O primeiro Bar foi inaugurado em março de 2017, em Suzano (SP) e o sucesso foi tão grande que mais dois – um em Mogi das Cruzes (SP) e outro também em Suzano – vieram logo em seguida. E não vai parar por aí. A ideia é levar esse conceito a outras cidades da região, seja com loja própria ou por meio de franquia, cujos planos já começaram a ser elaborados.

bar06
bar01
bar04

Linha do Tempo

Linha do Tempo

Equipe

erenito

Erenito Alves
dos Santos

Administração geral da empresa
salete

Salete Braga
França dos Santos

Administração geral da empresa
everton

Everton Alves
dos Santos

Administração dos Bares de Pastel
junior

Erenito Alves
dos Santos Junior

Administração da produção
Buy now